Curtir no Facebook

facebook

domingo, 23 de janeiro de 2011

Frustração

Quase 24 horas sem conexão de internet. A conseqüência: um dia de atraso na publicação desta semana. Quando isso acontece sinto um pouquinho de frustração, e este sentimento me dá vontade de não continuar, de quebrar o padrão. Então, assim que a conexão volta, eu sento aqui e começo a escrever se não, corro o risco de não o escrevê-lo mais.

A vida da gente é complicada. Todos os dias batalhas a travar. A maioria você vence, porém, as derrotas sempre nos traz este sentimento de frustração.

Curta este instante também. Talvez seja o tempo que necessita para rever sua estratégia, repensar seus erros, recarregar as energias. Porém, volte assim que possível ao campo. O caminho ainda precisa ser trilhado.

23 de Janeiro de 2011.

3 comentários:

Marcia disse...

Bom dia Neto!! São os famosos males que vem para o bem!! Se não falhar a internet talvez as pessoas não tenham esse tempo de reflexão. Após ler o seu post lembrei que ontem lá em casa, devido a queda de energia, o computador desligou e, após muito tempo que isso não acontece, o Rodrigo me abraçou, deitou no meu colo e ficou um pouco comigo. Lógico que durou pouco, pois a energia firmou novamente e ele voltou para o tão querido computador. Mas é assim mesmo!! Temos que aproveitar os pequenos espaços de tempo!! Bjs e boa semana!!

Tili Oliveira disse...

Querido amigo, tenho de dizer, você está ficando bom nisso heim!!!
Esse negócio de aceitar as interrupções de forma construtiva e pacífica, aproveitando o tempo para repensar as coisas da vida e depois voltar com a corda toda, é um exercício realmente infalível. Para mim, unir isso ao silêncio, torna tudo ainda mais completo e complexo.
Mandou bem! Parabéns e boa semana!

Luciana disse...

Querido Neto, literalmente não existe o acaso e a cada dia me convenço fielmente de que tudo vem para um bem maior. É fato que, infelizmente, sem perceber nos tornamos escravos das mordomias tecnológicas etc...pois, confesso que no dia em que ficamos sem energia (23:30 h), me vi extremamente sem noção ao ter que esquentar leite (da geladeira) para meu filho; nem microondas e nem fogão elétrico, já que também não tinha fósforo rsrs, e num 1 segundo busquei soluções, tentando me lembrar como eu vivia antes dessas mordomias e, como um passe de mágica ri da situação que minutos antes eu me encontrava em cólera por não saber como esquentar o leite gelado kkk, mas foi bom, refleti e me precavi. E até queria dar uma dica que no momento, ou melhor, ultimamente me esforço muito para vivenciar, é o fato de trocar as palavras: ex. em vez de achar que tenho batalhas a travar, "tenho desafios a cumprir"; estou indo para a guerra - "estou indo para uma grande festa" ( pq, se qdo vamos p/ o trabalho, pensarmos q/ estamos indo p/ uma guerra, automaticamente, no fim do dia vc se sentirá exausto, e pior, numa guerra não existe vencedores; "mas, se pensarmos q/ vamos p/ uma grande festa, sempre usamos a melhor roupa, nos embelezamos da melhor forma e sempre o fim da grande festa, há cansaço mas com gostinho de quero mais, mesmo sendo um simples encontro de queridos amigos! Pense nisso, te admiro muito, bjus