Curtir no Facebook

facebook

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Prótese

Dias frios me fazem lembrar que tenho pinos ligando meu fêmur ao quadril, implantados há quase seis anos, depois de um acidente no qual fraturei a cabeça do fêmur. Levo uma vida quase normal até virar o tempo e o local do implante começar a doer. No frio, lembro que aquele pino não faz parte de mim, é uma extensão artificial que liga minha perna ao resto corpo.

A tecnologia e a medicina avançaram tanto que já há próteses que substituem partes de nossos corpos tão bem e funcional que esquecemos que não nascemos com elas.

Nos dias de hoje, com tanta informação e tanto meio de comunicação (porém, com poucos e ricos donos!) que agem como próteses, substituindo nosso cérebro e, pior, nosso sistema nervoso central. TVs, rádios, jornais, revistas e blogs pensando por nós e fazendo-nos reagir como e quando querem.

Quando o frio da alma irá nos avisar o que é certo?

Você nasceu com um cérebro: pense. O sistema nervoso central é seu: aja da forma certa.

07 de Setembro de 2015.

Nenhum comentário: