Curtir no Facebook

facebook

domingo, 31 de julho de 2011

Caminhar

Esta semana, parado no trânsito da Est. Do M’Boi Mirim, vi passar por mim uma multidão de caminhantes: Homens, mulheres, crianças. Alguns idosos, outras grávidas, alguns de colo. No escuro, no frio.

Pensei na humildade destas pessoas. Desistiram de exigir seus direitos, pagaram pelo coletivo e foram a pé.

Não, não é humildade. Isso é a grandeza de quem tem obrigações a cumprir, que tem o dever de chegar em casa e alimentar sua família, abraçar seus filhos. A grandeza de nunca desistir, de seguir em frente, de se sobrepor as dificuldades.

Não merecem pena, merecem respeito. O meu respeito e de todos e, principalmente, das autoridades que se omitem sobre este problema.

31 de Julho de 2011.

4 comentários:

J.M.L disse...

já me peguei nisso também...mas acho que pena é um dos piores sentimentos que podemos sentir por alguém.

Tili Oliveira disse...

Querido amigo, incrível como se mora na mesma cidade e só se sabe das coisas assim, porque nem sequer a imprensa se dá ao trabalho.
Enfim, pena eu tenho daqueles que em seus carrões de luxo e vidros escurecidos vêem mas não podem enxergar o quanto a sua pobreza de espírito é, em tamanho, comparável à coragem e vontade de viver desse povo caminhante.
Boa semana e boa caminhada para todos os que não têm medo da vida, mesmo quando são esquecidos por quem tem de zelar por eles.
Beijos

Vera Lúcia disse...

Caminhar é preciso e a fé é o combustível. Amar e respeitar é a parte que nos cabe para fortalecer os corações humildes que nem sabem que assim como os deveres, existem os direitos.
Em frente... marche!!!...

Leandro Pascoal disse...

É lindo a coragem desse povo que luta pelos seus direitos, como já se diz o nome D.I.R.E.T.O.S, tudo poderia ser diferente, quando se fala de cidadão muitas pessoas falam que é um indivíduo com direitos e deveres, mas infelizmente as autoridades não cumpre com seu deveres mas exige os deveres da população, pois se um pai de família atrasar a conta de luz por exemplo a mesma é cortada, ou seja o cidadão é obrigado a pagar os impostos mas as autoridades não são punidas por não cumprir suas obrigações???... Chega de palhaçada merecemos respeito.