Curtir no Facebook

facebook

sábado, 16 de agosto de 2008

Caminhos


No “Berelando...”, por várias vezes, foram citadas nossas viagens, passeios, encontros, eventos... O que ninguém sabia era que por trás de tudo isso sempre havia os imprevistos. Tínhamos o dom de nos perdermos, de pegar o caminho errado, de nos desviarmos pelo atalho ruim ou, simplesmente, surgia algum problema mecânico. Isso gerava alguns conflitos, pequenos estresses, sem falar nos atrasos para a diversão, mas, como no final tudo se acerta, dávamos um jeito de voltar à trilha correta e chegar ao nosso destino e aos nossos momentos de felicidade... até a hora de voltar...

Na vida também é assim. Às vezes vamos por um caminho e de repente encontramos uma bifurcação. "-Por qual caminho devemos ir?" Outras vezes queremos chegar mais rápido e vamos por um atalho. Às vezes, encontramos algumas pedras no caminho e paramos. Algumas vezes escolhemos o caminho errado, o atalho ruim e lá vem de novo nossos momentos de tristeza, de angústia, de frustração.

Nesses momentos devemos lembrar de nossos amigos beréis, reconhecer o erro, pegar o primeiro retorno e persistir no caminho certo, pois, no final desta estrada está a felicidade, a praia, o sol, a vida!

16 de agosto de 2008.

5 comentários:

Vera Lúcia de Souza disse...

Neto, os caminhos são muitos e para chegarmos a um mesmo lugar às vezes temos várias opções. Acontece muitas vezes de escolhermos um destino duvidoso e insistirmos em direção ao mesmo apesar dos muitos obstáculos e contratempos. É importante escolher a estrada e principalmente definir qual o melhor destino para boas experiências.
Obrigada pelas boas reflexões!
Grande abraço

Pedro Melo disse...

Concordo com a Vera... Você tem feito textos muito bons pra reflexão... Pena que eu não consigo transferir para minha vida as coisas boas que eu tenho tirado dessas reflexões...

Abraço.

Simone Faria disse...

Neto,
Concordo com tudo e tenho a acrescentar a seguinte dica: se a dúvida está muito grande entre qual caminho seguir, tenha certeza que o caminho certo é aquele que você praticará "o bem". Antes de decidir veja se este caminho não fará alguém sofrer, se não prejudicará alguém...este é um parâmetro indicado pelos anjos, para que possamos utilizar o nosso livre arbítrio, seguindo pelo caminho certo. Beijos...

Tili Oliveira disse...

Amigo, ao ler seu texto me lembrei de viagens inusitadas que fiz com outros grandes amigos, hoje um pouco distantes.
As adversidades eram sempre muitas, mas quando me lembro daqueles dias, sempre vêm à minha memória somente os momentos bons que passei junto com meus amados.
Que bom que nossa memória é seletiva - rsrsrs.
Grande beijo e parabéns pelo belo texto.
Acho que um dia, se rolar, deveríamos juntar nossos escritos e fazer um livro bem especial. Já tenho até um título: As palavras dos amigos nas palavras dos outros.
Que achas - rsrsrs

adna disse...

"Muitas vezes encontramos o nosso destino por caminhos que enveredamos para o evitar."