Curtir no Facebook

facebook

sábado, 8 de novembro de 2008

Mudanças


O mundo mudou muito desde a primeira edição do “Berelando...” em outubro de 2001.

Após a agitação dos anos 60 e os anos de chumbo das décadas de 70 e 80, os anos 90 e o início do século 21 foram um tanto desanimadores aqui nas Américas, ditados pelo conservadorismo . Por receio, às vezes através da repressão, vivíamos numa América de “direita” ou, para usar um termo moderno, “neoliberal”. Vivíamos resignados, conformados.

Em 2002, quando o “Berelando...” não circulava mais, foi eleito para presidente do Brasil um ex-operário, retirante nordestino e sem formação acadêmica; em 2005, em um país ainda mais pobre e sofrido, a Bolívia, um candidato de origem indígena (etnia que há séculos vive à margem das sociedades americanas) é eleito presidente; em 2006 uma ex-médica que sofreu perseguição política na época dos anos de chumbo, foi nomeada presidente do Chile e seria a primeira mulher a ocupar este cargo em seu país; em 2007 Cristina Kirchner foi a segunda mulher a se eleger presidenta da Argentina; em 2008, no Paraguai, após 60 anos de domínio do partido conservador (Colorado), um órfão da repressão e ex-bispo católico é eleito presidente.

O povo destes países viveram sobre forte tensão, medo, incertezas, advindos de governos repressores e ditatoriais ou conservadores, mudaram o jeito de pensar e ousaram na escolha de seus líderes.

Esta semana, um homem de origem negra, ganha democraticamente o direito de assumir o poder da nação mais poderosa e conservadora deste planeta. Acho que os americanos também cansaram de sentir medo e trocaram este sentimento por um melhor, um que realmente faz a vida evoluir, que nos diz que há luz no fim do túnel mesmo que o céu esteja escuro, um que nos liberta do medo...

Este sentimento se chama ESPERANÇA.

8 de novembro 2008.

4 comentários:

Fabio disse...

Neto

...São 2 horas da tarde e estou atrasado para um encontro lá na CATERPILLAR. O ponto de ônibus do “GALO DE BRIGA” está lotado – antigamente esse horário era mais tranqüilo- não tem jeito sou obrigado a entrar no primeiro “JUREMÃO” que aparecer, e para minha sorte vem o BANDEIRA , dou o sinal ,ele para, e sem muito esforço me colocam dentro dele pela porta traseira.
A viagem parece não terminar mais, acabo de passar pela PASSARELA e é como se estivesse próximo do MOTEL SAN DIEGO, nesse momento uma mulher levanta e por ser de baixa estatura pede para eu puxar a CORDINHA pois ela vai descer logo, já estamos chegando na BRILHO CERÂMICA, o ônibus para, a mulher desce e eu aproveito para procurar no bolso algumas fichas telefônicas para assim que descer no ponto do ASA BRANCA telefonar e avisar que vou atrasar um pouco...

Para muitos que moram na região da Estr. M’Boi Mirim algumas referências podem parecerem estranhas porem passam quase todos os dias por esses locais, só que devido as mudanças que aconteceram ao longo dos anos não conseguiram entender o texto.
Desde quando nascemos estamos passando por mudanças em nossas vidas, pena que principalmente nos momentos difíceis, a morte de um ente querido, a perda daquele valioso emprego, entre tantos exemplos, não conseguimos entender que estamos diante de mais uma mudança necessária e que se entrarmos em depressão ou em questionamentos sem respostas, simplesmente estamos prolongando esta etapa e dificultando a finalização de mais uma mudança.
Como já disse as mudanças estão acontecendo todos os dias em nossas vidas e se não ficarmos atentos, desperdiçaremos valiosas e importantes experiências que provavelmente facilitaria o nosso futuro.

Aquele abraço

Fábio Barros



Ps: Carterpillar = Shop. SP Market, Galo de Briga = Parque do Lago, Juremão = ônibus, Bandeira = Term .Santo Amaro, Passarela = passarela de pedestre que ficava na estrada M’Boi Mirim próximo ao colégio Magalhães/Clube da Turma,Motel San Diego = Motel Cartier, Cordinha = botão para dar o sinal para o ônibus parar, Brilho Cerâmica = Shop. Fiesta, Asa Branca = Loja Center Líder no Socorro.

Ve disse...

Esperança, sentimento muito forte;
Que me impulsiona, me leva adiante,
Aos meus passos mostra o norte
E me põe no caminho, confiante.

Esperança, uma palavra mágica,
Que aniquila o obstáculo mais duro
E que faz da vida, por mais trágica,
O despertar de um risonho futuro.

Esperança, me faz ser dela um dia,
Me põe vivendo um conto de fadas,
Transbordando de amor e alegria,
Em situações as mais desejadas.

Esperança é tê-la em definitivo,
É a realidade que mais almejo,
Enquanto persigo esse objetivo,
Mais sinto aqui um forte desejo.

Esperança, sinônimo de conquista,
De reviravolta… uma reencarnação;
A visão mais cristalina e otimista,
Enxergando à frente, com o coração.

Esperança é o que me dá alento,
Mola propulsora de meu sonhar,
Sensação de, a qualquer momento,
Definitivamente em seus braços ficar.

Lorenzo Yucatán

Fabio conheço bem esse lugar Parque do Lago, “Galo de Briga”
Morei bem proximo e adorei voltar ao passado por alguns minutos.
Boa semana!

adna disse...

neto, depois volto para comentar sobre mudanças, mas agora quero agradecer o Fabio, que fiquei tão feliz de ter voltado ao passado, quantas cordas do onibus já puxei, qtas vezes passei em frente a brilho ceramica, quantas entradas pela porta traseira, e no galo de briga era o ponto de partida (onde pegava o onibus) obrigado neto e fabio. onde mora o fabio?

ADNA CARVALHO disse...

MUDE
Mude,
mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira,
no outro lugar da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair,
Procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente,...
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos"(Fernando Pessoa)
Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças